sábado, 29 de setembro de 2012

Fudebagem, quando dá certo, rox a lot!


Depois de umas 40 horas de trabalho (excesso de capricho, falta de prática, todo o material e ferramental bagunçado etc etc etc), cheguei a uns 50% do projeto de uma matriz de LEDs controlada pelo Arduino (um Severino com um no-shield que eu construi no ano passado pra umas palestras na facul).

A ideia é que a matriz possa ser expandida em largura e altura. Na prática, a largura não pode ser muito expandida porque os LEDs perdem o brilho (por ficarem pouco tempo energizados) ou a cintilação fica visível a olho nu (demasiadamente tempo desenergizados). Já a altura, fica limitada ao número de portas disponível no microcontrolador (poucas no Arduino típico, mas facilmente superável com Arduino Mega, PICs com mais I/Os etc).

Tanto a matriz como os módulos de acionamento (drivers?) permitem o acréscimo físico de mais módulos. Essa foi a ideia desde o início: Poder estender o projeto (sonhando com o projeto da Mercedez)...

Fotinhas no picasa.

Também fiz 2 vídeos curtinhos do bicho funfando, aqui e aqui (com o celular - Android LG P698). Se eu pegar o gosto, quem sabe não documento mais as minhas (des)-aventuras.